Índices do Mercado de Flores no Brasil

Publicidade:

Os índices de produção e de consumo de plantas ornamentais no Brasil ainda são pouco expressivos em comparação a outros países. Uma das razões é o fato de muitos produtores considerarem o cultivo dessas plantas como uma atividade secundária.

Embora o setor seja muito pequeno quando relacionado com os demais, os produtos têm alto valor agregado e impacto significativo na economia, tendo em vista que, enquanto o produtor agropecuário, em geral, obtém lucro médio anual de R$ 3,61 mil/ano, aqueles com foco na “produção de flores e plantas ornamentais” conseguem lucro médio anual de R$ 24,24 mil/ano.  Apesar do número reduzido de produtores, a concorrência é elevada, devido ao baixo volume de exportação e consumo interno pouco desenvolvido.

Mas essa realidade deve mudar. O potencial do país é indiscutível, levando-se em conta o clima tropical, totalmente propício ao plantio das flores ornamentais. Tendências já apontam o interesse de empreendedores em técnicas atuais voltadas para esse nicho.

Outro fator de peso no crescimento desse mercado é o aumento da renda média da população que, consequentemente, eleva a demanda por artigos, flores e plantas ornamentais. O cenário é otimista e, de olho no comércio internacional, produtores e empresários participam de eventos que agregam dados e informações para o setor.

Publicidade:

O primeiro passo para o negócio vingar é convencer a própria população local sobre a importância de valorizar as plantas típicas, mantendo sempre a preocupação com os impactos sociais, econômicos e ambientais da atividade de cultivo. Com uma mão-de-obra qualificada, a produção cresce e chega ao comércio.

Os principais clientes são revendedores e distribuidores formados por floriculturas (canal varejista que distribui os produtos aos consumidores finais); jardineiros e decoradores; organizadores de festas e eventos; funerárias; e distribuidores atacadistas, como a Ceasa, por exemplo.

A oportunidade de estabelecer redes de contatos e abrir canais de exportação dos produtos locais para áreas que tenham condições ambientais menos favoráveis com menores custos de produção é imprescindível. As feiras, as exposições, os cursos, os congressos e seminários pertinentes ao assunto são um excelente meio para marketing e vendas; canais de comercialização; busca de estrutura, melhor localização, equipamentos, pessoal; levantamento de custos e capital de giro, fonte de recursos, planejamento financeiro; e estudo da legislação. Enfim, tudo que dê retorno ao investimento.

09. fevereiro 2014 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Flores | Tags: , |