Entenda as Características, Usos e Cultivos de Algumas Plantas Medicinais

Publicidade:

Muitos são os estudos no país sobre o uso medicinal das plantas ornamentais. Um deles é feito pelo Núcleo de Pesquisa em Produção de Plantas Ornamentais e Medicinais, em parceria com a UNISUL, em Santa Catarina. Uma de suas linhas de pesquisa é justamente a propagação vegetal e a biotecnologia aplicada, isto é, a produção de plantas medicinais e ornamentais.

Conhecida por Bétula ou Vidoeiro e de origem europeia, essa árvore de folhas ovais ou triangulares tem grande utilização ornamental pelo contraste do seu tronco quase branco e o verde tenro da folhagem. As raízes distribuem-se, sobretudo, horizontalmente e em superfície, portanto, em jardins e parques, deve-se evitar a sua plantação junto de muros. Em Portugal aparece desde as margens dos rios até às encostas pedregosas das partes mais altas das serras, sendo utilizada na delimitação de pastagens e como defesa contra o fogo, pois possui uma razoável resistência devido à madeira rígida, forte e elástica. As folhas e frutos são aplicados na medicina popular pela sua natureza diurética.

A aroeira ou Pistacia lentiscus é um arbusto ereto e de forma irregular, semelhante a uma pequena árvore, podendo atingir 4-5m de altura e 2-3 m de largura. A espécie de grande interesse ornamental é hoje muito apreciada em jardins por não precisar de cuidados especiais, ser muito aromática, adaptar-se a todo tipo de solo e, ainda, suportar ventos marítimos. Dos troncos obtém-se uma resina que pinga naturalmente e em contato com o ar endurece, formando pequenas massas em forma de gota. Esta goma denominada mastique tem sido empregada para diversos fins alimentares e medicinais. Desde os primórdios, é usada como diurético, expectorante e analgésico.

Publicidade:

O castanheiro da Índia, proveniente dos Balcãs e do Sueste Europeu, é utilizado em Portugal, basicamente, como ornamental. Árvore de rápido crescimento, resiste às geadas e ao vento. Tem um tronco muito direito e copa bem definida, enorme (8-12 m) e abobadada proporciona uma boa sombra, podendo chegar a 25 m de altura. Floresce no mês de maio, na cor branca, com tons de rosa ou amarelo na base. O seu fruto é indicado na medicina popular para problemas de circulação sanguínea, hemorroidas, varizes e como anti-inflamatório. Também usado como inseticida, especialmente, contra traça.

18. fevereiro 2014 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Plantas | Tags: , , |