Conheça a Serissa Phoetida e Como Cuidar

Publicidade:

A regas das plantas

Sempre que todos os substratos estiverem secos. Durante o período de inverno, é importante tomar cuidado para que não se possa encharcar o vaso. E ainda as folhas podem também apodrecer por um tipo de excesso de água.

A adubação

A Serissa de forma alguma gosta de excesso de adubo. Com isto os adubos que são mais indicados são os que são ricos em Fósforo, o que poderá ser administrado de forma determinada na forma sólida por terra ou ainda foliar. Com uma boa proporção, com isto temos o N-P-K (05-14-08). É importante que duas vezes por ano se possa adubar a planta com os micronutrientes.

As trocas de substratos

A serrissa de forma alguma gosta de substratos com terra calcária e ainda muita matéria de forma calcária e ainda muita matérias orgânica pois acaba incomodar de forma acumulada, onde muita água e mata as raízes determinadas. A terra deverá ser trocada de terra entre períodos determinadas de 2 a 3 anos.

Publicidade:

A poda das plantas

Toda a poda de forma estrutural, com isto é possível se realizar quase todos os anos. Com isto na entrada da primavera quando acabam surgindo as suas gemas de cicatrização e ainda brotação de forma mais rápida. Com isto a poda de manutenção deverá sempre acontecer de forma determinada, durante o ano inteiro. É aconselhável que se possa utilizar a técnica de forma MEKIRI.

Vale também deixar crescer uma rama até que fiquem os seis pares de folhas, com isto a serissa faz os dois pares para cada um dos nós, com isto é possível cortar e deixar apenas um para isto.

Com todas as suas flores brancas e ainda folhagens variegata, as flores acabam se parecendo muito mais resistentes em condições de forma ambiental e adversa, o que o resto dos tipos da serissa phoetida. O que é também o tronco determinado o que tende a engrossar de forma muito mais rápida que nas plantas restantes e acima de tudo cultivadas.

04. janeiro 2015 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Plantas | Tags: , , , |