Como Usar os Materiais Reciclados em Projetos de Paisagismo e Jardinagem

Publicidade:

Praticar a paisagismo e jardinagem com a reciclagem, além de ser muito divertido é uma forma direta de fazer o reuso de materiais que seriam descartados no meio ambiente, e, além disso, poupar dinheiro na hora de desenvolver determinados projetos.  Com a técnica e a arte de harmonizar os ambientes naturais e os que já sofreram intervenção humana, muitas são as práticas que podem ser aplicadas. Usar por exemplo os caixotes de madeira, como aqueles do tipo que são usados em feiras livres os ou até mesmo os que são típicos para o transporte de diversos outros materiais e objetos, são ideais para compor um lindo jardim, e sem gastar quase ou nada.

 

O primeiro passo para fazer jardinagem e paisagismo com uso de materiais reciclados é saber que tipo de planta será usado no projeto. É importante que a definição por esta ou aquela planta não deverá ser feita apenas contando com o gosto pessoal. É importante equilibrar a rotina de quem vive na casa, se viaja muito ou não, para fazer as escolhas. Outra dica, é escolher as plantas de acordo com o espaço onde elas serão efetivamente fixadas – algumas precisam de mais ou menos luz, mais regas ou podas constantes.

 

É fundamental que isto seja definido de forma prática e harmônica. Porque colocar uma planta em vaso feito com garrafa pet ou caixote de madeira interfere diretamente no desenvolvimento dela. Outra questão é saber o tipo de terra onde ela deverá ser plantada e principalmente, como cuidar da planta são informações essenciais para qualquer um que esteja fazendo este tipo de planejamento.

 

Publicidade:

Plantas que forem ocupar vasos feitos com garrafas pet não podem ter um crescimento muito grande. A terra também precisa ser preparada de acordo com a necessidade de cada uma delas. Prefira as que não demandam grades cuidados como as flores, ou plantas aromáticas.

 

Uma outra dica, é fazer um corte nas garrafas pet na horizontal, assim elas ganham mais espaço físico para a colocação de substrato e posterior crescimento radicular das plantas, ou mesmo seccionadas na vertical, formando pequenos e delicados vasos onde flores de pequeno porte e ervas alimentícias e medicinais podem ser cultivadas.

 

Outra possibilidade ainda é o uso de caixotes de madeira, aqueles típicos de mercados e feiras livres, para a confecção de uma pequena horta, é uma realidade em países do primeiro mundo.

10. fevereiro 2015 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Jardim, Paisagismo | Tags: , , , |