Como Plantar e Cultivar as Cerejeiras

Publicidade:

Conheça um pouco mais sobre as cerejeiras.

Cerejeira nada mais é do que o nome que é dado a uma série de espécie de árvores frutíferas que são originárias da Ásia, apesar disto nem todas geram frutos, algumas delas são inclusive produtoras de madeiras nobres.

As cerejas são os frutos desta árvore que aparecem em algumas espécies, o que são frutos pequenos e arredondados que poderão sempre apresentar muitas cores, a mais comum é o vermelho entre todas as variedades comestíveis. Outra particularidade é que a cereja é doce, conta com uma polpa macia e ainda suculenta, ela é servida de forma natural como sobremesa em diversos lugares.

Os benefícios das cerejas

As cerejas oferecem proteínas, cálcio, ferro e também vitaminas dentre elas A, B e C, assim que consumida ao natural oferece propriedades totalmente refrescantes, diuréticas e ainda laxativas, é recomendado que não se consuma mais de 200 ou 300 gramas da fruta diariamente pois ela poderá gerar problemas estomacais.

Os cultivos de cerejeira são realizados em zonas mais frias do globo, e é preciso pelo menos de 800 a 1000 horas de frio para que possa ser produzidos de forma satisfatória frutos em áreas que contem com invernos bastante frios e suas chuvas.

Dentre algumas das espécies de cerejeira podemos citar:

Publicidade:

Prunus apetala

Prunus avium – cereja-doce

Prunus campanulata

Prunus canescens

Com dito anteriormente as cerejeiras não são produtoras de frutos, elas são tradicionalmente cultivadas em parques no Japão com propósitos de decoração. No Brasil temos árvores conhecidas parentes destas cerejeiras originais que são a amburana, uma espécie que não tem frutos e apenas gera madeira nobre. E ainda a cereja-do-rio-grande, também de origem nacional gerando assim frutos que pertencem a família das Myrtaceae. Esta árvore é reconhecida como o chamado pêssego-do-mato mas na verdade é uma espécie de cerejeira.

Uma curiosidade é que a cerejeira é ligada diretamente a história dos samurais, simbolizando assim a curta duração de suas vidas, algo que é bastante similar a existência da flor desta árvore tão bela que assim que se desprende da árvore acaba sempre não sobrevivendo por muito tempo.

03. fevereiro 2014 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Árvores Frutíferas | Tags: , , |