Como Pagar Menos por Serviços de Jardinagem e Paisagismo

Publicidade:

O paisagismo está presente em todas as áreas onde existe a presença ou o toque humano. Ele vai das áreas rurais às áreas urbanas, e o intuito principal é manter o equilíbrio entre as construções artificiais e os elementos naturais que também estão à disposição do homem. Trata-se de um serviço altamente especializado e justamente por conta disso, caro, em particular aqui no Brasil, onde nem todas as casas e apartamentos possuem jardins para serem cuidados. Embora o paisagismo possa ser encontrado em ruas, praças, edifícios públicos e outros, por isso mesmo ainda é algo visto, como sendo parte de uma elite dominante. E há ainda um outro agravante: pouca mão de obra especializada.

Uma possibilidade de se pagar menos por um serviço tão caro e aprender a fazê-lo. O paisagista tem de ser especializado numa série de questões. Para realizar paisagismo e jardinagem não basta apenas o gosto pelo belo e por plantas. Mas do que isso é necessário. Ter conhecimentos em botânica, ecologia, variações climáticas regionais e estilos arquitetônicos são altamente requeridos aos profissionais que desejam atuar nesta área que cresce a cada dia. É importante também ter o conhecimento sobre cores e bom senso para equilibrar as misturas também são características que um paisagista e bom jardineiro devem cultivar.

Se você tem estas características então mãos à obra! Da para economizar em até 70% do que seria gasto com um projeto, avaliação do terreno, do solo e na escolha das plantas que comporiam o paisagismo.

Para quem está pretendendo cuidar do próprio jardim e dispensar os serviços de um jardineiro, as dicas já são outras. Primeiro, é importante saber se haverá tempo hábil para cuidar das plantinhas que, em certos casos, necessitam de cuidados diários. Plantas precisam de uma rega por dia, ao menos. Em particular certas qualidades se flores, que não podem ficar sem água de jeito nenhum, caso contrário, morrem com a maior rapidez.

Publicidade:

Gramas, por exemplo, em períodos de chuva, precisam ser podadas quase que de 7 em 7 dias. Já nos períodos de seca, precisam ser regadas duas vezes por dia, caso não haja um sistema de irrigação no jardim. Há também a necessidade de rastelar o terreno para retirada de folhagens secas que vão se espalhando com o vento. Uma diária de jardineiro custa em média, em São Paulo, R$ 120,00 reais, sem contar o transporte e aluguel dos equipamentos. Faça as contas!

10. março 2014 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Flores, Jardim, Paisagismo, Plantas | Tags: , , , , , , , |