Como Escolher a Melhor Grama Para um Jardim

Publicidade:

Num projeto paisagístico de uma casa, edifício, rua ou jardim público, inclui-se a escolha da grama que será plantada no solo. E diversas variáveis são consideradas quanto a escolha da grama será feita. Isto inclui o tipo de solo, a quantidade de passadas que haverá no local, se há muita luz ou sombra e até mesmo se chove muito na região são detalhes que não podem deixar de serem considerados na hora da escolha.

Para quem tem a ajuda de um paisagista, tudo fica mais fácil. Ele fará um plano de estudo do local, bem como um levantamento de tudo o que será necessário. Mas se o projeto for realizado para a sua casa mesmo e sem o auxílio deste profissional, o ideal é que sejam realizadas diversas leituras sobre o assunto, na sequência, um estudo prévio do local onde a grama será plantada e que sejam consideradas todas as dicas e advertências dadas pelos especialistas.

Cada jardim necessita de um tipo de grama distinto. O gramado de uma casa térrea valoriza muito o imóvel, além de deixar o ambiente mais alegre e útil aos seus moradores. Há diferentes tipos de gramas no mercado, e a escolha de um ou de outro dependerá de alguns detalhes, em especial dos efeitos estéticos que se queira promover. Então vale pensar nisso, antes de sair comprando qualquer tipo de grama.

Aqui no Brasil, há duas qualidades de gramas as quais são consideradas as mais comuns são elas  a esmeralda e a são carlos. A mais utilizada e a menos custosa em termos econômicos é a esmeralda. De espessura mais fina, custo baixo, confere um ar mais delicado ao ambiente. Em locais onde há muita circulação de pessoas ela é a ideal. Mas não pode ser colocada em qualquer local, já que não aguenta, por exemplo, sombra. O ideal é que ela seja usada em locais de luminosidade frequente. Também não são as mais adequadas para jardins onde moram ou morarão cães e gatos. A urina do cachorro queima facilmente a grama esmeralda.  Já a grama são carlos, custa um pouco mais caro, resiste bem tanto ao sol quanto à sombra, e é a ideal para casas onde haja cães, por serem bem mais grossas em termos de espessura.

Publicidade:

Agora, para quem, pretende plantar grama em casas litorâneas, ela não é a ideal, pois não resistem à salinidade.

10. março 2014 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Jardim, Paisagismo | Tags: , , , |