Como Deixar um Jardim Pronto Para a Primavera

Publicidade:

A primavera é a época das flores e das plantas e o período em que mais estamos alegres. Mas costuma ser também o período que os especialistas em jardinagem e paisagismo chamam de “período de maior trabalheria”, já que é o momento de cuidar do jardim e renovar a vida que cresce por lá.  É nesse período em que acontece a adubação da terra, o replantio de diversas espécies, além de adicionamento em vasos e floreiras. De acordo com os paisagistas, é depois de um período de dormência que  as plantas precisam despertar para a primavera e a retomar o seu metabolismo normal.

 

Por isso, é muito importante que algumas providências já sejam tomadas desde o início da estação, justamente para aproveitar o período de chuvas, que ajuda a preparar a terra. Além disso, com a terra molhada há uma melhor adaptação por parte da planta ao solo, sem contar que a água que vem diretamente chuva não possui cloro e está em equilíbrio.

 

Outro preparo é quanto à adubação do solo, há diversos produtos no mercado que podem ser acrescidos à terra, a escolha por cada um deles dependerá das espécies de plantas existentes no jardim, bem como o gosto pessoal de cada cultivador. Há que não goste de determinados adubos por acreditarem que são muito agressivos, e acabam preferindo uma adubação não química e industrial. Não se deve colocar mais adubo do que o fabricante recomenda, pois isto pode afetar o desenvolvimento da planta. Algumas plantas necessitam de certos nutrientes que outras nem tanto, por exemplo, as floríferas necessitam de fósforo, já espécies como as samambaias precisam dos nitrogenados. Nesse momento, a ajuda de um profissional qualificado é muito importante.

 

Publicidade:

E não se deve esquecer que é durante o período de primavera que a planta fortalece suas raízes e desenvolve suas folhas. O período, portanto, é mais do que propício para fazer adubação.

 

Outro cuidado importante se refere ao processo de limpeza do jardim, ou seja, o processo de  desembaraçamento e a eliminação de raízes podres ou danificadas, que irá ajudar na absorção de todos os substratos necessários ao desenvolvimento da planta.

 

Nessa etapa, vale retirar todas as folhas, galhos e ervas daninhas que tenham surgido no gramado durante o inverno. A forração precisará ainda ser cortada para que cresça com mais vida. Lembre-se, no entanto, de deixar a grama com uma altura de cinco a nove centímetros.

10. fevereiro 2015 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Jardim | Tags: , |