Árvores de Figo: As Figueiras

Publicidade:

Para quem não sabe. A figueira é a primeira árvore descrita na bíblia, ao contrário do que muito se populariza em relação à macieira. Árvore frutífera, as figueiras também são conhecidas como fícus – da família das moraceaes. Há mais de 755 espécies de figueira no mundo inteiro, sendo que são originárias da região do Mediterrâneo. Contudo as figueiras podem ser encontradas em todas as regiões do mundo, com exceção – por razões climáticas – da Antártida.

As figueiras são árvores frutíferas que não crescem muito e, para quem não conhece sobre figueiras, ao observar uma poderá achar que se trata apenas de um arbusto que ainda está em desenvolvimento. Algumas de suas subespécies crescem como trepadeiras, já outras, desenvolvem-se de modo rasteiro. São árvores lenhosas, com caules que se desenvolvem de forma irregular, chegando a se assemelharem à lindas esculturas.

De raízes superficiais e adventícias, em alguns exemplares é possível encontrar até látex nas folhas, as quais costumam ser alternadas. Há também flores nas figueiras, mas são bem diminutas, unisexuais, e com inflorescências especais denominadas sicónios. Os sicónios consistem em receptáculos fechados, que com as flores inseridas do lado de dentro.

Publicidade:

Os frutos das figueiras crescem dentro dos sicónios, formando o que os biólogos denominam de infrutescência, ou seja, o fruto da planta não é visível em sua forma.

Este tipo de árvore também possui um sistema reprodutivo dos mais curiosos dentre os de sua espécie. As flores que ficam dentro dos sicónios, não sofrem nenhum contato com o meio exterior, de modo que a polinização não pode realizada com outra planta de maneira espontânea. Muitas vespas põem seus ovos na parte externa do sicónio, e quando se dá o amadurecimento dos ovos e as larvas explodem, são elas que se encarregam de levar sementes a outras flores e realizar a fertilização a partir de flores já polinizadas. Ou seja, como o fruto da figueira cresce dentro da flor, e elas não têm contato com o meio externo, é necessário que haja o auxílio de insetos e/ou outros para que a fecundação ocorra e, assim, as sementes dos frutos se espalhem.

Quanto à reprodução, há, basicamente, dois tipos de figueiras: as monóicas e as dióicas. As monóicas produzem figos com flores masculinas, enquanto as dióicas produzem tanto com as masculinas quanto as femininas. Aqui no Brasil,  são cultivadas apenas as figueiras femininas da espécie fícus carica, cultivadas a partir da técnica do estacamento.

24. setembro 2013 por Steve Antonio Gomes
Categoria: Árvores Frutíferas | Tags: , , , , |